Início DESTAQUE ALERTA – Asteroide gigante passará próximo a terra nesta quarta

ALERTA – Asteroide gigante passará próximo a terra nesta quarta

ALERTA – Asteroide gigante passará próximo a terra nesta quarta
0

O asteroide 2016 RB1, deve passar hoje a apenas 38400 km do nosso planeta. A rocha tem 11 metros e se desloca a 28 mil km/h. Apesar da pouca distância não há risco de colisão.

2016 RB1 tem cerca de 2 mil toneladas e um volume estimado em 697 metros cúbicos. Se atingisse a Terra o asteroide liberaria energia equivalente a explosão de 16 kiloton de TNT.

Os Asteroides

Asteroides são rochas irregulares cuja maioria orbita uma região do espaço entre Marte e Júpiter, conhecida como “Cinturão de asteroides”. Elas existem aos milhares e por serem muito pequenas, não são considerados planetas.

É extremamente difícil estimar o risco real que os asteroides representam para nosso planeta. Diariamente, um grande número de desses objetos são observados e têm suas órbitas recalculadas, mas até mesmo os pesquisadores se surpreendem com alguns asteroides que se aproximam do nosso planeta sem que tenham sido observado anteriormente.

O mais perigoso

Recentemente, os pesquisadores descobriram outro asteroide, batizado de 1950 DA, visto na imagem ao lado. Ao que tudo indica, até agora esse é o objeto que maiores chances tem de impactar diretamente com a Terra.

Segundo dados do JPL, as chances de colisão são da ordem de 1 em 300 e deverá acontecer no ano de 2880. Esse objeto, um esferóide assimétrico, tem um diâmetro de 1.1 km e gira ao rodor do próprio eixo em 2.1 horas, o mais rápido movimento rotacional observado em um asteroide desse tamanho.

Asteroide Apophis

Devido ao seu grande tamanho e por sua órbita cruzar o caminho da Terra, Apophis é um dos mais vigiados asteroides do espaço. O objeto deve atingir a máxima aproximação no ano de 2036 e de acordo com um estudo elaborado em 2009, as chances de impacto são de 1 em 250 mil.

Antes de 2036, Apophis deverá se aproximar bastante da Terra em abril de 2029. Cálculos anteriores mostravam que o asteroide tinha cerca de 3% de chances de atingir a Terra nesta data, mas à medida que os modelos orbitais foram refinados essa possibilidade foi praticamente descartada, mesmo assim o asteroide deverá passar a apenas 29 mil quilômetros de distância da Terra, uma distância menor que a dos satélites geoestacionários.

Fonte: APOLO 11

Imprimir

Comentarios

Comentarios